• INO Nutrição

LISTA - Melhores suplementos para a saúde óssea



Nós sempre falamos aqui da importância de cuidar da saúde óssea do paciente com câncer. Existe uma diminuição na densidade mineral óssea dos pacientes que são submetidos a várias modalidades de tratamento, como a quimioterapia e a hormonioterapia.


Essa perda óssea durante o tratamento pode atrapalhar de forma significativa a qualidade de vida do paciente a longo prazo e pode também aumentar o risco de osteoporose e fraturas no futuro.


Nem sempre durante o tratamento a pessoa consegue ingerir todas as necessidades nutricionais. Dessa forma, às vezes é necessário incluirmos alguns suplementos no nosso dia a dia para auxiliarmos na manutenção desse osso.


1. Cálcio

O cálcio é um mineral essencial para a produção de matriz óssea e é o primeiro em que pensamos quando estamos falando de saúde óssea! A recomendação da quantidade de cálcio varia para cada faixa etária e é importante tentar alcançar essa recomendação pela alimentação – se não for possível, considerar a suplementação como uma complementação. O excesso de cálcio e o uso desse suplemento sem avaliação de um profissional pode ser muito prejudicial.


2. Vitamina D

A vitamina D é essencial para a saúde óssea, devemos principalmente balanceá-la com a quantidade de cálcio utilizada e vice-versa! Se não for possível bater as necessidades pela alimentação, a recomendação é suplementar. Lembre-se de que ela sempre deve ser utilizada em um veículo oleoso ou junto de uma refeição com aporte de gordura para facilitar sua absorção.


3. Vitamina K

Além do cálcio e da vitamina D, a vitamina K é um importante nutriente para manutenção da saúde óssea. Ela é responsável por melhorar a função dos osteoblastos e diminuir a reabsorção óssea. A fonte principal dessa vitamina na nossa alimentação são as hortaliças verde-escuras. Se seu consumo não for suficiente, pode ser necessário considerar o suplemento desta vitamina (atenção para aqueles pacientes usando anticoagulantes!)


4. Magnésio

O magnésio é um mineral essencial para constituir os cristais ósseos junto com o cálcio. Assim como todos os nutrientes já mencionados, é necessário que haja um balanço entre eles, muito mais de um do que de outro pode ser um problema para saúde óssea. A falta desse nutriente está associada com a diferenciação das células ósseas (osteoclastos e osteoblastos) e pode levar também a uma leve acidose no sangue, que pode aumentar a perda de matriz óssea.


5. Fósforo

Fontes alimentares de fósforo são principalmente sementes e peixes como sardinha. O balanço entre fósforo, cálcio e vitamina D é essencial para garantir uma boa saúde óssea. A falta deste nutriente pode levar à perda de matriz óssea removendo cálcio do osso. Por isso, o consumo desses alimentos, ou a suplementação em forma de complementação da alimentação, é necessário caso o consumo alimentar não esteja sendo suficiente.


Além dos componentes citados aqui, muitas são as vitaminas e os minerais necessários para manter a saúde óssea, além de um estilo de vida saudável com a inclusão de atividade física. Ao paciente oncológico, por ter um metabolismo tão complexo, não é recomendado a auto suplementação: neste caso pode fazer mais mal do que bem!


Procure um profissional que consiga te ajudar a manter a sua saúde óssea durante o tratamento oncológico!


Referências:

Takeda E et al. Nutrition Reviews 2012

Azbari S e Rasouli-Ghahroudi A BioMed Research International 2018

Castiglioni S et al Nutrients 2013

Heravi AS e Michos ED Methodist Debakey Cardiovasc J. 2019

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo