• INO Nutrição

Como melhorar a imunidade por meio da alimentação

Atualizado: Out 20

A imunidade é um ponto de muita atenção na oncologia. Uma imunossupressão (ou seja, queda na imunidade) pode significar atraso no tratamento e maior vulnerabilidade em relação a patógenos oportunistas. E a alimentação possui um papel importante na manutenção e recuperação da imunidade. São vários os nutrientes (vitaminas e minerais) que precisamos para manter a imunidade elevada. Alguns deles são:

  • Vitaminas A, D, C e E

  • Vitaminas do complexo B (especialmente B6, B9, B12)

  • Ferro

  • Zinco

  • Magnésio

  • Cobre

  • Selênio

Uma alimentação saudável e balanceada é capaz de manter esses nutrientes em níveis ótimos. Entretanto, alguns danos relacionados ao câncer a ao tratamento podem diminuir as reservas desses nutrientes, além comprometer seu consumo. Nesse caso, é necessário acompanhamento especializado para evitar os efeitos adversos de uma imunidade diminuída. O intestino, mais especificamente nosso microbioma (organismos que habitam o nosso trato gastrointestinal), influencia de maneira significativa a imunidade. Esses organismos são, em parte, responsáveis por moldar a nossa resposta imunológica. Quando temos uma alimentação anti-inflamatória e rica em fibras (ex.: alimentação plant-based), esses microrganismos modulam de forma positiva nossa imunidade, deixando-a mais forte.

Agora, alguns padrões alimentares, como aqueles ricos em alimentos industrializados, gorduras de qualidade ruim e proteína animal, obesidade e uso crônico de antibióticos podem causar um desequilíbrio no microbioma, liberando sinais de inflamação para o corpo que prejudicam a nossa imunidade.

Alimentos e imunidade

Alguns alimentos possuem papel especial na melhora da imunidade, como o ômega-3, encontrado em peixes de águas profundas, que possui uma importante função imunomoduladora, assim como os seguintes aminoácidos: arginina, triptofano e glutamina, encontrados em carnes, leite e derivados, ovos e leguminosas.


Alguns fitoquímicos, como quercetina, naringenina e genisteína também foram associados com a modulação da imunidade. Esses fitoquímicos são encontrados em maçã, frutas cítricas e soja.

Ao tratar a imunidade do paciente com câncer é necessário um olhar abrangente, levando em consideração o tratamento, a interação com a imunidade, a alimentação e a saúde intestinal. Uma alimentação saudável e variada, baseada principalmente em plantas, garante o aporte nutricional que a imunidade precisa para ser mantida ou restaurada.

Observação: não utilize nenhum tipo de auto suplementação. Procure um nutricionista para te ajudar na melhor intervenção para auxiliar na imunidade.

Referências

Rajagopala SV et al. Cancer Prev Res. 2017

Gombart AF et al. Nutrients. 2020

Gutiérrez S et al. Int J Mol Sci. 2019

Hachimura S et al. Bioscience, Biotechnology, and Biochemistry. 2018

40 visualizações

Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 19h

 Rua Itapeva, 240. Sala 301 - Ed. Itapeva Medical Center. Bela Vista, São Paulo (SP) 

©Instituto de Nutrição e Oncologia 2020 - Todos os direitos reservados