• INO Nutrição

Como armazenar as sobras da ceia



Está chegando um dos feriados mais gostosos do ano: a noite de Natal! Mais do que a celebração de um feriado religioso, trata-se de uma festividade que envolve comida e cultura. Cada família tem receitas passadas por gerações, ingredientes e temperos secretos e aquelas comidas que são feitas especialmente para essa ocasião, se tornando uma deliciosa tradição.


Porém, algumas vezes acabamos fazendo um pouquinho de comida a mais do que deveríamos (quem nunca?). Para que possamos aproveitar sem preocupação a comida do Natal nos dias seguintes, elaboramos aqui algumas dicas para armazenar de forma correta as sobras da ceia e poder aproveitar essas delícias nos outros dias também!


  • Antes de servir a comida, se você já percebeu que fez além da conta, coloque o excedente daquele alimento em uma vasilha e guarde na geladeira ou freezer. Se você servir, corremos o risco de ter uma contaminação desnecessária.

Não há necessidade de aguardar o alimento “esfriar” para colocar na geladeira ou no freezer – isso faz com o que o alimento chegue à temperatura ótima para crescimento bacteriano. Então, terminou de fazer, viu que vai sobrar? Coloca direto na geladeira ou freezer.


  • Ao terminar a ceia transfira todos os alimentos que sobraram para vasilhas (de preferência de vidro) e coloque-as na geladeira ou no freezer. É importante etiquetar essas vasilhas com o nome da preparação, a data em que o alimento foi produzido e até que dia ele pode ser consumido.

Para o alimento que não foi servido (ou seja, que sobrou), ele pode ser armazenado na geladeira – considerando uma duração de 3 dias após a data de produção – e no freezer por 3 meses. Depois disso, pode haver crescimento de bactérias patogênicas e por isso devem ser descartados. Os alimentos que forem servidos à mesa podem ser armazenados na geladeira, mas tente consumi-los em até 24 horas.


  • Deixe aqueles alimentos que possuem maior chance de contaminação (como doces a base de leite) nas prateleiras de cima da geladeira e os outros alimentos nas prateleiras intermediárias.

  • Na hora de descongelar a preparação, deixe-a por aproximadamente 8 horas na geladeira e depois aqueça no forno, fogão ou micro-ondas. Para aquecer o alimento, também prefira o forno, fogão ou micro-ondas. Nunca deixe o alimento descongelando à temperatura ambiente.


No caso do paciente oncológico, é ainda mais importante cuidar da segurança alimentar dessa refeição. Como a imunidade deste paciente pode alterar de forma significativa, pode ser interessante restringir preparações que levam ovos crus (ex.: mousses) e frutas que possuem difícil higienização (ex.: morango, framboesa, mirtilo, uva, lichia e cereja).

8 visualizações0 comentário

Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 19h

 Rua Itapeva, 240. Sala 301 - Ed. Itapeva Medical Center. Bela Vista, São Paulo (SP) 

©Instituto de Nutrição e Oncologia 2020 - Todos os direitos reservados