• INO Nutrição

Recomendações nutricionais para pacientes com câncer de mama

Atualizado: há 4 dias


Dando sequência aos resumos dos artigos discutidos no grupo de estudos em câncer de mama, durante o Outubro Rosa, vamos abordar aqui o segundo texto estudado: “Dietary Guidelines for Breast Cancer Patients: A Critical Review”.

O estado nutricional da paciente com câncer de mama pode enfraquecer ao longo do tratamento, devido a fatores como efeitos colaterais (do próprio tratamento), alteração nas necessidades nutricionais ou equívoco sobre o que é uma dieta saudável.

Um exemplo disso é o ganho de peso, frequente já nos estágios iniciais da doença, principalmente em mulheres pré-menopausa. Após 6 meses de tratamento antineoplásico, há diminuição na densidade mineral óssea e aumento no peso corporal, caracterizado pela perda de massa muscular e aumento de gordura corporal, conhecida como obesidade sarcopênica. A perda de massa muscular, nesses casos, pode ser potencializada por períodos prolongados de jejum, comum devido a exames e após sessões de quimioterapia, e por diminuição da atividade física, ocasionada por fadiga constante.

Associado aos fatores anteriores, na paciente com câncer de mama é frequente a baixa ingestão de frutas e hortaliças, o que leva ao consumo insuficiente de micronutrientes importantes para saúde.

Avaliação

A avaliação nutricional deve ser realizada imediatamente após o diagnóstico oncológico, principalmente antes do procedimento cirúrgico, e repetido periodicamente, inclusive após o tratamento antineoplásico, a fim de identificar pacientes com risco ou com desequilíbrio nutricional.

Este acompanhamento deve ser realizado por um nutricionista, que irá orientar e aplicar uma terapia nutricional individualizada, para correção de deficiências nutricionais, de acordo com as condições de saúde da paciente, seus hábitos dietéticos, preferências e necessidades individuais.

Aqui, vale ressaltar que a terapia nutricional não deve ser negligenciada em pacientes com peso normal. É recomendada a orientação para prevenir o ganho de peso, deficiências nutricionais e desfechos negativos.

Manejo do peso

O manejo do peso é importante em todas as fases do tratamento e o excesso de gordura corporal está associada ao aumento de efeitos adversos. Com isso, em alguns casos pode ser indicada a perda de peso, com preservação da massa muscular.

É indicado, dentro do contexto da dieta, o consumo de 5 a 9 porções de frutas (aproximadamente 150 g/ porção) e hortaliças (aproximadamente 75g/ porção) para uma boa quantidade de antioxidantes e fibras. Deve ser dada atenção especial à inclusão na dieta de alho, vegetais crucíferos (ex: brócolis, couve, repolho), alimentos ricos em betacaroteno, vitaminas A, C e E. É importante, também, ter uma alimentação restrita em açúcares e gorduras adicionadas.

Combinar a orientação nutricional individualizada para controle calórico, adequada em distribuição de macro e micronutrientes, com o monitoramento frequente do estado nutricional é fundamental para a manutenção do estado nutricional da paciente com câncer de mama.


Referência:

Limon-Miro AT, Lopez-Teros V, Astiazaran-Garcia H. Dietary Guidelines for Breast Cancer Patients: A Critical Review. Adv Nutr. 2017 Jul 14;8(4):613-623.

36 visualizações

Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 19h

 Rua Itapeva, 240. Sala 301 - Ed. Itapeva Medical Center. Bela Vista, São Paulo (SP) 

©Instituto de Nutrição e Oncologia 2020 - Todos os direitos reservados