• INO Nutrição

Prevenção do câncer



O processo do câncer é complexo e multifatorial. Entretanto, de maneira geral, podemos dizer que ele é decorrente de fatores não modificáveis, como hereditariedade genética, sexo e idade, ou modificáveis, resultado da interação da dieta, atividade física, estilo de vida e outros fatores ambientais.


A promoção da prevenção do câncer é papel importante dos profissionais da saúde e se dá principalmente nos níveis primário e secundário.


A prevenção primária está relacionada com o estilo de vida e em controlar e limitar a exposição à fatores de risco, com estímulo à alimentação saudável, prática de atividade física, campanhas de vacinação (como a do HPV) e contra o tabaco.

A prevenção secundária se dá com a detecção precoce da doença ou de lesões pré-malignas, reduzindo a gravidade, complicações e a letalidade da doença.


O Fundo Mundial para Pesquisa em Câncer junto com o Instituto Americano para Pesquisa em Câncer são as maiores autoridades em pesquisa para prevenção do câncer e orientam as seguintes condutas:


  • Tenha um peso saudável e evite ganhar peso durante a vida adulta

Garanta que o peso corporal durante a infância e adolescência se projete para um IMC saudável na vida adulta e mantenha-o.


  • Seja fisicamente ativo

Pratique entre 150 e 300 minutos de atividade física moderada por semana e limite comportamentos sedentários


  • Consuma uma dieta rica em grãos integrais, vegetais, frutas e leguminosas

Tenha uma dieta rica em todos os tipos de alimentos vegetais, incluindo pelo menos 5 porções ou 400 gramas de uma variedade de vegetais sem amido (verde-escuro, vermelho e laranja) ou frutas (especialmente frutas inteiras e com uma variedade de cores), diariamente.


  • Limite o consumo de fast foods

Evite nas refeições alimentos processados ricos em gordura, amido e açúcar, pratos pré-preparados, petiscos, produtos panificados e sobremesas


  • Limite o consumo de carnes vermelhas e processadas

Não consuma mais que 3 porções de carne vermelha por semana (equivalente à 350 – 500 gramas após preparado ou até aproximadamente 700 gramas de carne crua). Não consuma ou evite o consumo de carnes processadas.


  • Limite o consumo de bebidas açucaradas

Beba principalmente água e bebidas não açucaradas


  • Limite o consumo de álcool

Para prevenção do câncer, o melhor é não consumir álcool.


  • Não use suplementos para prevenção do câncer

Não há fortes evidências de que a suplementação nutricional reduz o risco de câncer.

Um ponto importante na alimentação é que os nutrientes estão acompanhados de compostos bioativos, que favorecem a prevenção do câncer. portanto, o objetivo é atingir as necessidades nutricionais por meio da alimentação.


  • Amamente, se possível

Há fortes evidências de que a amamentação previne a mãe de desenvolver câncer de mama e estimula o crescimento saudável do bebê.


  • Após o diagnóstico: mantenha as recomendações, se possível

Todos os pacientes oncológicos devem receber orientação nutricional a fim de melhorar qualidade de vida e diminuir as chances de recorrência.


Referências

Organização Pan-Americana da Saúde. Módulos de Princípios de Epidemiologia para o Controle de Enfermidades. Módulo 6: controle de enfermidades na população. Organização Pan-Americana da Saúde/ Ministério da Saúde. Brasília, 2010.

World Cancer Research Fund/ American Institute for Cancer Research. Continuous Update Project Expert Report 2018. Disponível em: dietandcancerreport.org

Rock CL, Thomson C, Gansler T, et al. American Cancer Society guideline for diet and physical activity for cancer prevention. Cancer J Clin. 2020;70(4):245-271.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Horário de atendimento: segunda a sexta, de 8h às 19h

©Instituto de Nutrição e Oncologia 2021 - Todos os direitos reservados

Design T.Traços 2021

 Rua Itapeva, 240. Sala 301 - Ed. Itapeva Medical Center. Bela Vista, São Paulo (SP)